Acordes menores ou maiores

Objetivos:20180812_160252

Exercitar a formação de acordes maiores e menores.

Conteúdos:

Acordes.

Recursos necessários:

Cartões de teclados com quintas justas demarcadas;

Pedras ou qualquer outro marcador;

Um dado.

Descrição prática:

Cada aluno sorteia um cartão e rola o dado. Caso o dado marque um número par, o aluno deve marcar no cartão um acorde maior, caso seja ímpar, um acorde menor.

Anúncios

Uma peça misteriosa

Objetivos:20180812_160346

Revisar conceitos em músicas já apreendidas.

Recursos necessários:

Fichas com uma série de itens para análise em peças musicais as quais você pode baixar no final da postagem ou na página Para impressão.

Descrição prática:

Entregue para seu aluno uma das fichas preenchida com as características de uma das músicas de seu livro. Peça à ele para encontrar e tocar a peça que se enquadrar em todos os itens.

Uma peça misteriosa.pdf

Composição para o dia do pais

Da mesma maneira como em maio meus estudantes criaram composição em homenagem às mães, agora em agosto fizeram para os pais. Modifiquei algumas instruções para as composições ficarem diferentes e lhes dei mais liberdade (por exemplo, desta vez delimitei as figuras rítmicas que iriam usar, mas eles poderiam escolher a ordem delas dentro de um compasso de 4 tempos).

Como minha câmera fotográfica estragou, precisei gravar apenas o áudio. Utilizei o meu piano digital conectado diretamente ao computador e o software de edição de áudio reaper para as gravações. O ponto positivo foi que desta forma pude fazer cortes de eventuais erros no meio da música, o que também deixou os alunos muito mais confortáveis ao gravar. Para publicar nas redes de uma maneira visual fiz um vídeo com espectro sonoro, o qual você pode conferir abaixo:

Dedoches

DSCN0244.JPGHoje trago mais uma sugestão de ferramenta didática fofa para divertir as aulas de piano principalmente dos estudantes em idade pré-escolares: dedoches! Eles podem servir para identificar o número dos dedos, onde o aluno deve dizer o dedo e a mão em que o dedoche aparece, podem indicar regiões do piano em que aluno deve tocar sua peça, podem servir como platéia ou como inspiração para improvisar uma peça nova.

Uma fofura!

O uso de dois pianos no estúdio

DSCN0247.JPGO texto de hoje é sobre uma experiência que tive como aluna, que pessoalmente me deu uma nova visão (ou uma nova adição?) sobre aulas de piano, e que tratei de tornar frequente no meu estúdio: tocar com o aluno suas peças em outro piano.

Alguns alunos se queixam que isto lhes atrapalhar, eu mesmo me confundo quando minha professora dispara na frente da minha sonata, mas isso trouxe tantos outros benefícios que simplesmente respondo às queixas dos meus alunos com um “tá, agora vamos lá” e sigo fazendo. Em outros momentos dou um tempo para que eles possam se organizar, tocando sozinho, mas têm beneficiado muito o pulso, as dinâmicas, a comparação constante e imediata do resultado sonoro.

Sem contar que aproveito a própria aula dos alunos para manter constante o meu exercício pessoal de escalas e arpejos (fazendo junto com eles).

Eu que cogitei vender meu piano digital e ficar somente com o acústico logo desisti.

E você colega professor, tem dois pianos em sua sala? Como você utiliza ele em suas aulas individuais?