Prop para iniciar o ano

Inegavelmente as redes sociais são ferramentas incríveis para divulgação do nosso trabalho. Eu diariamente recebo diversos vídeos e fotos de alunos que colegas professores de piano publicam em suas páginas no Facebook ou Instagram, por exemplo.

Uma tendência crescente que observo, sobretudo entre professores americanos, é o de usar props. Props são qualquer tipo de acessório utilizado para compor uma fotografia: óculos, chapéus, placas gigantes, etc…

Qualquer coisa que possa tornar a foto interessante a uma primeira vista, e que fará com que os usuários das redes que deslizam o dedo na tela freneticamente fazendo dezenas de imagens rolarem em sua face pararem para olhar a sua foto especificamente. Entre os professores a utilização de plaquinhas com exclamações sucintas tem sido uma forma divertida de reconhecer uma determinada conquista ou realização de seu aluno, bem como divulgar as diversas atividades que ocorrem nas aulas (compor, ganhar um jogo, terminar um livro, etc…).

No blog Teach Piano Today você poderá encontrar estas placas em belos layouts para baixar e imprimir gratuitamente (confira clicando aqui). Infelizmente estas placas estão escritas em inglês. No Brasil a professora Daiane Raatz, com a aprovação dos blogueiros, fez a tradução destas placas para uso pessoal.

Um dos meus propósitos para este ano será o de testar com meus aluno será o de testar estes props e sua influencia na motivação dos estudantes, já que a maioria deles têm acesso às redes e poderá ver o seu rostinho nas páginas do Studio ou a possibilidade de aparecer nelas. Criei minhas próprias placas em português, os quais irei compartilhar com vocês!

DSCN0006.JPG

Para iniciar o ano já em voga, a primeira placa será, claro uma frase bem positiva a respeito do ano que virá: “vou arrasar no piano”. Inclua no espaço em branco ao topo da página o ano ao qual fará referência. Você pode fazer download da placa abaixo ou na página Para impressão. Cogite plastificar a folha para em 2019 apagar e reescrever o novo ano, reutilizando a placa.

Nota: É sempre importante pedir permissão aos pais dos estudantes mais novos para publicação de suas fotos na internet. Se possível disponha de autorizações para uso de imagem para os pais assinarem.

Placa Vou Arrasar no piano.pdf

Anúncios

Criando imagens para edição de folhas trabalhos e jogos musicais

Imagino que muitos professores de piano estejam neste momento recebendo seus alunos de volta às aulas. Este é, portanto, tempo de revisar, decidi então compartilhar recursos para que vocês mesmos possam elaborar seus recursos de revisão. Pode ser que nem todos sejam adeptos das folhinhas de trabalho (ou teminhas de casa) para revisar elementos teóricos, de qualquer forma estes recursos que hoje lhes trago podem também ser usados para a elaboração de jogos personalizados por vocês mesmos.

A autora do blog Color In My Piano, Joy Morin, compartilhou há anos atrás em seu blog uma penca de imagens em png de diversos símbolos musicais, pautas em diferentes tamanhos, teclados de variadas extensões etc… As imagens em formato png são ótimas porque possuem fundo transparente, o que permite a sobreposição de símbolos em qualquer programa que permita a manipulação de imagens (Publisher, Inkscape, ou até mesmo o Word…). Além disto, este formato de imagem mantém sua qualidade, o que significa que a sobreposição de mais imagens não as deformará, por exemplo. Você pode baixar o pacote de todas as imagens editadas por Joy Morin clicando aqui.

Joy Morin também publicou em seu canal no Youtube um vídeo-tutorial explicando como você pode usar estas imagens no Publisher (que você pode assistir a seguir). (Eu gosto de trabalhar com o programa Inkscape, que é totalmente gratuito, mas confesso que o Publisher é mais rápido e simples no que se refere ao alinhamento de objetos).

Da minha parte, disponibilizo aqui  uma ferramenta para você criarem suas próprias imagens em .png. Trata-se de um arquivo aberto do Musescore onde há uma pequena pauta configurada para poder editar diversas imagens em tamanho padrão e com maior rapidez. Você poderá baixar este arquivo clicando aqui.

Para abrir o arquivo e editar você precisa ter instalado no seu computador o software de edição de partituras Musescore, que é totalmente gratuito e, diga-se de passagem, fantástico. Você pode fazer download do software no site oficial clicando aqui. Após acrescentar na pauta as notas ou símbolos que você precisar, basta exportar em png para depois carrega-lo nos mesmos programas de edição anteriormente citados (Publisher, Inkscape, Word…).

Para auxiliar quem ficar com dúvidas sobre como utilizar este arquivo que disponibilizei para vocês, fiz um singelo vídeo-tutorial que pode ser assistido no meu canal do YouTube ou abaixo.

Espero que aproveitem!

Quadro de notas das aulas

Uma prática do me estúdio que gostaria de compartilhar hoje aqui no blog iniciou com o objetivo de gerar comunicação interna entre os alunos, principalmente entre aqueles que fazem aulas individuais e não possuem conhecimento de outros estudantes que também frequentam o espaço e que compartilham um fato em comum: a busca pelo desenvolvimento técnico-pianístico-musical. A ideia é simples: no fim de cada aula o aluno escreve ou desenha num post it alguma coisa (símbolo, expressão, palavra-chave) que represente um conteúdo abordado ou atividade desenvolvida naquele dia, identifica com seu nome e cola num quadro que fica exposto no estúdio. Os adesivos vão sendo colados ao longo do mês, e é muito interessante observar o estudante lendo as anotações dos outros cada vez que se aproxima para colar o seu próprio.

Descobri outras vantagens nesta prática: agora eu finalmente descobri um gesto próprioDSCN8715.JPG para encerrar as aulas sem sentir como se estivesse expulsando o aluno. Também é uma maneira de revisar tudo o que foi visto em aula quando o aluno pega o bloquinho de papéis colantes e me pergunta “O que será que eu escrevo?…”. Além disto, ao encerrar cada mês, fotografo o quadro para publicar nas redes sociais e então recolho todos os papéis, colo numa folha comum, identifico o mês e o ano e devolvo para os alunos, assim ele pode ter uma noção de seu próprio crescimento e ampliação de seu conhecimento musical.

Enfim, a prática começou com um teste de uma ideia vista no blog Teach Piano Today, mas não abro mais mão de fazer!

 

Fonte original: https://www.teachpianotoday.com/2016/09/18/piano-students-shouldnt-leave-your-studio-without-completing-this-activity/

Poço dos desejos

A escolha do repertório é sim um fator motivacional muito importante para o estudo doDSCN2766.JPG piano. Embora nós professores tenhamos a obrigação de ampliar os repertórios dos alunos, tocar suas músicas preferidas é uma satisfação enorme para o estudantes e pode ser muito divertido para o professor buscar/criar um arranjo para o estudante tocar.

Para dar tempo para o professor escutar e buscar um arranjo apropriado ao estudante, e também tempo dos próprios estudantes escolherem as músicas que mais gostariam de aprender, já que muitas vezes um “branco” parece acontecer no ato do questionamento, expus na sala de espera do meu estúdio o poço dos desejos com alguns papéis e uma caneta para que eles, na medida em que se lembram, possam escrever o nome da música que desejam aprender junto ao seu próprio nome.

Nota da semana

DSCN2763.JPG

Com o objetivo de inspirar meus alunos para a leitura musical e o reconhecimento rápido das notas na partitura criei este novo projeto no meu estúdio: a nota da semana.

Tudo o que você precisa é de um cartaz (você pode fazer você mesmo um, ou imprimir o meu abaixo ou na página Para impressão), plastificar, ou colocar dentro de uma pasta transparente em L, ou, ainda, num quadro de fotografia com vidro, e escrever com caneta para quadro branco a nota escolhida para ser a nota da semana. Esse procedimento permitirá utilizar a mesma folha de papel na semana seguinte. Deixe o cartaz em algum lugar visível do estúdio e estimule seus estudantes para que observem semanalmente a nota ali citada.

Ao longo das aulas peça para o aluno identificar o número de vezes que a nota aparecer no repertório, bem como a dinâmica e/ou articulação que ela é tocada na maior parte das vezes.

Dica: Inicialmente pode instigar a atenção identificando você mesmo a nota e exclamando “veja, essa é a nota da semana aqui! E aqui novamente!!”.

Nota da Semana.pdf

Fonte original:

https://www.teachpianotoday.com/2016/03/14/9-ideas-for-celebrating-the-note-of-the-week-note-reading-made-fun/